O povoado de Caeté Açu, mais conhecido como o Vale do Capão, encanta a todos que por aqui passam, por suas belezas naturais, seus rios limpos e cachoeiras cristalinas, suas serras deslumbrantes, seus jardins naturais de orquídeas...Junte tudo isso a um vilarejo gostoso, ainda primitivo, povoado com pessoas bonitas, alegres, calorosas e receptivas, com suas comidas e petiscos famosos. E ainda junte a tudo isso um clima perfeito, uma lareira à noite ou se quiser um contato maior com o povo da vila, um tradicional forró, onde nativos e visitantes numa mistura de cultura se unem em um só ritmo e celebram a felicidade de estar em um lugar tão mágico como o Vale do Capão, o coração da Chapada Diamantina.

O fim do ciclo do diamante e a queda dos preços do café mergulharam o vale numa longa recessão. Os anos 70 e 80 foram sinônimos de emigração para São Paulo à procura de trabalho e melhores condições de vida. A chegada a partir do anos 80 de novos moradores oriundos da cidade a procura de uma vida natural (comida integral, fenômeno comunitário, cura natural, espiritualidade) foi um elemento decisivo na recuperação do crescimento local. Esses novos moradores trouxeram idéias e comportamentos novos. Aos poucos a integração cultural e a cooperação entre eles e a população nativa mudou o rumo do Capão. As novas perspectivas trouxeram de volta os familiares exilados em São Paulo gerando um crescimento da população e novos empreendimentos.

Vista Vale do Capão - Panoramica

A nova fase de desenvolvimento do Capão e da região se deve a perfeita adequação do quadro natural e humano ao ecoturismo de hoje. A ausência de grandes empreendimentos turísticos e o surgimento de unidades hoteleiras de pequeno e médio porte preservam o ambiente rural. O Vale atrai pessoas que procuram qualidade de vida e equilíbrio pessoal, assegurando ao desenvolvimento local uma escala humana para um turismo de contato e respeito.

Os atrativos turísticos mais apreciados são os banhos de rio e as deslumbrantes imagens das serras que circundam o Vale. Além disso, os amantes da biologia têm neste lugar um verdadeiro paraíso para conhecer. Dentre os animais, os de mais destaque são os pássaros, tanto pela variedade quanto pela quantidade. Os visitantes têm a oportunidade de apreciar inúmeras aves de várias espécies sem muita dificuldade. Para os que gostam da botânica, o Vale do Capão tem uma quantidade enorme de plantas no interior do vale e plantas ainda mais exóticas nas serras. É possível encontrar orquídeas, lírios, sempre-vivas, candombás, quaresmeiras, candeias, quinas, jatobás, plantas insetívoras e muitas outras. Por conta da localização, clima e outros fatores, encontra-se também espécies de plantas e animais endêmicos ao local.

Outro atrativo é o aspecto holístico do povo. Com comunidades alternativas, tratamentos terapêuticos naturais desde massagens, leitura da íris, meditação, Ioga, cristais, produtos como sabão de argila, shampoo de ervas naturais e frutas orgânicas desidratadas. O Vale do Capão é o verdadeiro centro holístico da Bahia e o "turismo de cura" é uma área cada vez mais apreciada pelos visitantes.